Press Center

Denuncia

O Vilankulo FC deu entrada na tarde deste Domingo uma denúncia aos gabinetes da Liga Moçambicana de Futebol. Em causa, está a utilização irregular do atleta Gervário Cachewe por...[Read more]

Mais Press Center:

Responsabilidade Social

Félio fez a sua parte!

Inserido no projecto de responsabilidade social do Vilankulo Futebol Clube, o atleta Félio Chichonge procedeu, na manhã desta quinta-feira (15 de Agosto), a entrega de um par de mu...[Read more]

Mais Responsabilidade Social:

Denuncia

O Vilankulo FC deu entrada na tarde deste Domingo uma denúncia aos gabinetes da Liga Moçambicana de Futebol.

Em causa, está a utilização irregular do atleta Gervário Cachewe por parte do Matchedje. O jogador entrou a substituir ao minuto 75 do jogo entre o Vilankulo FC – Matchedje com a camisola 25 e o nome que constava na ficha técnica era de um atleta júnior de nome Milagre Jorge.

A LMF já atribuiu uma derrota e multa de 30,000 MT ao Matchedje por ter utilizado o atleta Gervásio Cachewe sem os requisitos regulamentares.

Aguardemos a decisão do Conselho Disciplinar da LMF.

Vilankulo FC 2 - Clube Chibuto 1

O Estádio Municipal de Vilankulo, quase tombava com alegria dos fervorosos adeptos que festejavam o golo, o pé do ouro do Luís aos 65 minutos decidiu o jogo.

A bola foi roubada no meio-campo e bombeada para a grande área do guarda-redes Dionísio, há várias tentativas do alívio e Luís mais ágil e certeiro tocou a bola para o fundo das malhas, fazendo o 2-0.

O Vilankulo FC foi a equipa mais adulta em campo, mal soou o apito inicial, os jogadores da casa, caíram em cima do adversário a procura do almejado golo e até podia ter inaugurado o placard logo aos 16 minutos. Fernando foi lesto após um belíssimo trabalho do Osvaldo que usando da sua capacidade técnica ludibriou vários jogadores e centrou para área para o desperdício.

HCB Songo 1 - Vilankulo FC 0

Aos 37 minutos Fábrice fez soar o alarme, ao apontar o golo, diga-se de passagem de belo efeito, chutando à entrada da grande área guarnecida pelo Martinho.

O alarme tocou nas hostes dos marlins, pois o golo dava sinal de que a luta pela manutenção continuava inglória, penosa e sinuosa.
Os dedos começam a tremer ao pegar a máquina calculadora e o mais doloroso os resultados negativos que o Vilankulo Fc tem averbado não espelha a produção nas quatro linhas.

O HCB venceu mas o empate teria sido talvez o resultado mais justo pois os marlins deram o litro por um resultado melhor

Vilankulo FC 0 - Matchedje 1

Aos oitos minutos do jogo, Cumbula ao ensaiar uma finta perdeu a bola e propiciou uma tragédia em Vilankulo.

Após o Cumbula perder o controlo do esférico próximo a grande área e esta a mercê do jogador militar Sessi, com apenas um desamparado guarda-redes Martinho foi se aninchar no fundo das malhas.

O público local morria de indignação, parecia que o sol nunca mais iria brilhar naquela terra. Os marlins não se vergaram, correram atrás do prejuízo, os militares dando azo ao nome montaram apartir do seu meio-campo uma base anti-ataques, mostraram sinais de morrer no campo de batalhas caso fosse preciso, para o espanto de todos o já despromovido tudo dava para garantir os 3 pontos.

Desportivo Nacala 2 - Vilankulo FC 0

Os marlins pagaram o preço do desperdício, as oportunidades estas choveram a catadupas, mas a pontaria dos artilheiros mostrou-se desafinada.

Akil Marcelino optou por uma equipa ofensiva procurando incessantemente o golo, mas não foram os representantes de Inhambane que aos 74 minutos festejaram o golo, numa bola parada, pontapé de canto, a bola é bombeada para a grande área do Martinho e a surgir um jogador Nacalense mais ágil e oportunista a fazer o primeiro tento da partida.

Patrocinadores Oficiais